Salas pequenas: 11 dicas para otimizar e embelezar esse espaço 

Salas pequenas: 11 dicas para otimizar e embelezar esse espaço 

Não é nenhum grande segredo que as residências estão com metragens cada vez mais reduzidas e com espaços mais otimizados. Isso torna essencial montagens cada vez mais inteligentes desses ambientes, para que não seja comprometida a circulação das pessoas e qualidade de vida dos moradores.

Muito desse comportamento das construtoras responsáveis por essas habitações segue a tendência do desejo dos consumidores de estar cada vez mais próximos aos grandes centros urbanos das cidades, para um melhor aproveitamento do tempo em seu dia a dia, tendo em vista as rotinas cada vez mais compromissadas.

Com a crescente do trânsito em grandes cidades, quem está próximo ao trabalho, centro de estudos e comércios tem uma grande vantagem sobre os que estão residindo em regiões mais afastadas.

Outra questão vem do anseio por adquirir a casa própria.

Com espaços compartilhados como vemos nos condomínios cada vez mais frequentes nos dias de hoje e parte interna das residências menores, as empresas responsáveis por esses empreendimentos conseguem reduzir os valores de venda significantemente.

O terceiro ponto que influencia essa crescente é a diminuição do número de pessoas nas famílias. Muitos moram sozinhos ou apenas com o cônjuge e, mesmo os que têm filhos, são em número muito menor que 20, 30 e 40 anos atrás.

Nesse cenário, a maioria das construtoras tem investido no lançamento de moradias com metragens entre entre 30 e 60 metros quadrados e cômodos compactos, os quais exigem um maior planejamento.

Levando em conta um dos ambientes de maior circulação e convivência das casas, preparamos hoje 11 dicas para decorar salas pequenas. Ambiente esse que requer bastante atenção na adoção de mobília e adereços, para que o espaço seja o melhor aproveitado possível.

Confira a seguir:

1. Tenha as medidas do seu espaço em mãos!

Uma atitude simples e que, quando negligenciada, pode causar um verdadeiro desastre na composição desse espaço.

É corriqueiro que, por achar que conhecemos o espaço que temos, saímos empolgados buscando por móveis que apenas agradem nossos olhos em lojas especializadas. 

A verdade é que, mais frequente do que se pode imaginar, pessoas adquirem sofás, mesas de canto, racks e painéis que não condizem com o espaço que  possuem.

Isso acaba gerando grandes problemas, principalmente quando falamos de circulação. Um estofado grande em uma sala pequena, por exemplo, além de não ficar harmonioso no espaço, pode causar incômodo no dia a dia.

 Tendo isso em vista, muna-se de medidas do seu ambiente antes de sair às compras para angariar somente aquilo que pareça feito sob medida para sua sala.  

 2. Menos é mais! 

É comum que as pessoas associem uma sala bonita e decorada à quantidade de adereços adicionados à ela ou ainda à imponência da mobília. No entanto, quando se trata de um ambiente reduzido, como são as salas pequenas, é importante partir do princípio ‘menos é mais’.

Um ambiente clean e com menos informação, dará a sensação de que ele é mais amplo, além de confortável, sensação que geralmente é roubada quando existem muitos objetos em um pequeno espaço.

A sensação de limpeza também aumentará e você poderá garantir a funcionalidade da área, agregando à ela somente os itens de maior necessidade.

3. Defina um estilo para decoração da sua sala

Seguindo a mesma linha de pensamento de que o menos é mais, ao definir apenas um estilo para a sua sala, você evitará também um ambiente carregado.

Pense em um que lhe agrade e lhe deixe feliz e foque nas cores e elementos que ele envolve. Seja ele mais alegre, minimalista, boho ou outro.

4. Espelhos são peças-chave de salas pequenas, utilize-os a seu favor!

Outra indicação que também não é mais um segredo é o poder dos espelhos em ambientes menores.

Por criarem uma ilusão visual de profundidade, ao adotá-los em sua sala você ganhará sensação de maior espaço nela, fora a sofisticação que esse item contempla. No entanto, vale ressaltar que os exageros devem ser deixados de lado.

decoração de salas pequenas. Foto: mafericci - Unsplash

Pense em apenas um local para dispor de espelhos nessa área, a fim de não gerar uma impressão contrária ao desejado, que é o que acontece quando muitos espelhos são adicionados em diversas paredes de um mesmo espaço.

5. Selecionando o sofá ideal

Quando falamos em salas, independentemente da metragem, o item de maior relevância e predileção desse cômodo costuma ser o sofá.

Ao ter em mente a importância da peça, é preciso saber escolhê-la com sabedoria, isso significa, nesse caso, pensando de forma compatível ao espaço disponível.

Detalhes como: presença ou ausência de braços, coloração e formatos podem fazer toda a diferença no resultado final da sua sala.

Sofás com linhas horizontais em seu design, por exemplo, fornecem sensação de amplitude ao ambiente. Cores claras como bege, cinza claro e branco, também reproduzem essa mesma impressão.

6. Deixe o conjunto de sofás de 3 e 2 lugares de fora

Os tradicionais sofás de dois e três lugares, os quais estavam presentes na grande maiorias das casas há alguns anos, agora dão vez a uma única peça.

Quando falamos em pouco espaço, a melhor opção é utilizar móveis com tamanhos menores e que permitam que a circulação não seja comprometida.

Se você deseja agregar a esse ambiente um maior número de lugares, por exemplo, uma excelente dica é fazer uso de uma poltrona ou mesmo de puffs. 

Esses não ocupam grande espaço na maioria dos modelos e podem acomodar bem as visitas quando necessário.

7. Atenção redobrada na escolha do tamanho da TV

É fato que, quando citamos televisores, a grande maioria das pessoas tem preferência por tamanhos grandes.

Essa é uma realidade que pode-se observar em todas as redes de lojas de eletrodomésticos com aparelhos cada vez maiores sendo ofertados.

Por outro lado, quando falamos em salas pequenas é importante ter consciência no momento de escolher o tamanho da televisão.

Fora aparentar desproporcionalidade, televisores em tamanho muito grande em pequenos espaços prejudicam severamente a visão. Inclusive há uma indicação a esse respeito. Confira abaixo:

ditância correta entre tv e olhos. Foto/Reprodução: zoom.com

Além de garantir uma distância segura entre a tv e o sofá, é necessário, também, conferir a altura da tv em relação ao chão do imóvel. 

O mais recomendado, nesse caso, é 1,20 m a partir do piso até a base da tela.

Essa medida assegura um conforto maior em relação ao campo de visão do telespectador.

8. Painéis são a melhor opção para a tv em salas pequenas

O item contempla uma das opções que geram maior aproveitamento nesse ambiente já que, nesse caso, o aparelho é fixado com o item na parede. 

O espaço que seria utilizado para a adição de um rack ou mesmo armário, pode ser aproveitado para melhorar a circulação ou ainda receber outros móveis e objetos.

Os painéis ainda garantem um toque contemporâneo e elegante ao ambiente, sem dúvidas, uma excelente escolha.

9. Prefira cores claras para as paredes

A percepção da sua sala pode ser ampliada quando optado por cores claras para as paredes, assim como na escolha do sofá, colorações mais escuras tendem a reduzir o tamanho desse local.

tons claros são a melhor opção para salas pequenas. Photo by Minh Pham on Unsplash

Se mesmo assim você quiser adicionar cores mais sóbrias ou ainda quentes e coloridas à sua sala, basta fazê-lo nos acessórios, assim você não precisará abrir mão do seu estilo e visual desejado para o local, nem comprometer a luminosidade e impressão de amplitude nele.

10. Sala e cozinha integrada? Prefira então banquetas com pernas expostas

É comum nos projetos atuais contar com cozinha, sala, lavanderia e área gourmet dividindo um mesmo ambiente. Pensando nisso, algumas dicas que vão além do espaço da sua sala, mas de certa forma ainda fazem parte dela, podem ser pensadas com maior atenção e trazer excelentes consequências para o todo.

Se existe um balcão com banquetas nessa área, prefira as peças que contém pernas expostas e de característica mais fina, pois essas aumentam o campo de visão.

Fora serem bastante funcionais elas ainda contribuem com o efeito de um ambiente mais amplo.

11. Móveis de pouca profundidade devem ser os elegidos!

Como a prioridade é preservar o espaço pequeno, móveis com menor profundidade devem ser os elegidos na hora das suas compras!

Além de “roubar a cena” do ambiente, móveis com profundidade mais ampla delimitarão o campo de visão e reduzirão o espaço disponível para ir e vir em sua sala pequena. Trata-se de um erro bastante frequente! 

Por ter as medidas do comprimento da área e optarem por uma única peça de sofá, diversas pessoas enganam-se sobre estar realmente fazendo a melhor escolha para seu ambiente reduzido.

A verdade é que sofás muito longos podem ser tão prejudiciais para esse local quanto peças escuras.

Sofás mais largos ou ainda a duplicidade de peças ocasionam o mesmo!

Por isso, prefira as que tenham menor profundidade e mesmo assim sejam confortáveis e funcionais para os seus períodos de relaxamento e descontração nesse ambiente.

Por meio de dicas simples, mas muito importantes, é possível conseguir uma enorme diferença no espaço da sua sala pequena, usufruindo, assim, da melhor combinação de elementos para ela. De forma que fique elegante, sofisticada e muito confortável! 

Gostou das dicas? 

Então não deixe de compartilhá-las com amigos e familiares que também estão vivendo essa fase ou passarão por ela em breve. E para mais dicas como essas, não deixe de acompanhar nosso blog semanalmente!